Conecte-se conosco

Televisão

Fórmula 1 na TV Cultura é piada de mau gosto

José Roberto Maluf disse ao colunista Flavio Ricco, do R7, que a TV Cultura tem chances “muito boas” de fechar um acordo com a Rio Motorsports e transmitir a Fórmula 1 a partir de 2021.

Legal saber que o Governo do Estado de São Paulo, principal financiador da TV Cultura, tem dinheiro sobrando para fazer negócios com a empresa que deseja riscar Interlagos do calendário da Fórmula 1.

Espero que o prejuízo de R$ 361 milhões à economia local seja compensado com um desconto nos direitos de exibição, já que estamos no meio de uma pandemia e duas emissoras comerciais – Band e SBT – acharam salgada a pedida.

Fica ainda a minha torcida para as projeções de faturamento com publicidade serem realistas, pois a tabela comercial da Globo só é factível nas dependências da Globo. Ninguém vai pagar R$ 98,8 milhões para exibir sua marca numa rede pública regional que aos domingos dá 0,5 ponto de ibope. Com sorte, pagará uns R$ 4,9 milhões. Com o dólar cotado a quase R$6, é bom ligar a calculadora.

Em agosto, escrevi neste Teleguiado que o fim da dobradinha F1-Globo seria dramática para as duas partes, mas não imaginei que encontraria, em tão curto espaço de tempo, a Liberty Media flertando – ainda que pelas mãos de sua nova (?) parceira – com a Minardi das TVs.

Mais Lidas