Conecte-se conosco

Televisão

Globo de Ouro tem surto de bom senso e premia “The Americans”

Para Luciana Coelho, da Folha de São Paulo, a vitória de “The Americans” no Globo de Ouro tem contribuição de Donald Trump – leia AQUI o artigo. A teoria não é tresloucada. Só é desajustada.

Explico: os jurados do Globo de Ouro são apaixonados por histórias politizadas. “The West Wing” recebeu cinco indicações consecutivas entre 1999 e 2003 e, imerecidamente, recebeu uma estatueta em 2000 – “Sopranos” era, de longe, a melhor série do ano. A sorte grande de “The Americans”, porém, passa longe do salão oval da Casa Branca.

“Pose” (FX), “Killing Eve” (BBC), “Homecoming” (Amaz0n) e “Bodyguard” (BBC) perderiam o prêmio para “The Americans” (FX) mesmo que Nelson Mandela presidisse os EUA. Artisticamente, nenhuma desses quatro produções fez cócegas nos pés dos abnegados espiões da KGB neste último ano. A melhorzinha da lista, “Pose”, não encararia a injustiçada “The Deuce”, continuamente ignorada pela crítica americana.

Num cenário desolador desses, em que os dramas despencam de nível, entregar o troféu para “The Americans” era mesmo a única alternativa. E é um alívio saber que o bom senso pode reinar em Los Angeles.

Mais Lidas