Conecte-se conosco

Sociedade

Rafinha Bastos comenta caso PC Siqueira: “Eu sou pai, tô puto com essa história”

O comediante Rafinha Bastos publicou no YouTube um vídeo de dez minutos sobre as acusações de pedofilia que recaíram sobre PC Siqueira, colega do canal “Ilha de Barbados”.

“Estou tentando não cometer injustiças. Não sei a extensão da realidade dessa história do PC Siqueira. Segurei um pouco para me expressar, desenvolver o vídeo. Eu escrevi 15 textos para o vídeo. Todos eu mandei para amigos próximos e eles falavam ‘você vai empurrar o cara da janela desse jeito, segura um pouco’. Mas, velho, eu queria vomitar tudo naquele momento. E eu acho que é normal esse sentimento, por mais que eu não tenha ligação com o que aconteceu”.

“Nenhum pedófilo comenta essas coisas no almoço (…) Eu e ninguém ao redor sabia dessa história. E é duro ter o teu nome ligado a uma história como essa. ‘Pô, Rafinha, mas você fez piada’. Fiz. Dez anos atrás. Piada”, prosseguiu.

“Eu sou pai, tô puto com essa história. Tô sofrendo, não consigo produzir conteúdo nenhum. E obviamente estou extremamente preocupado – e essa é a principal preocupaçã0 –  com a criança envolvida nessa história. Será que é uma criança? Será que são mais crianças? Será que eexiste um circuito? Será que existe mais gente? É por isso que a gente espera que as coisas se esclareçam, que exista uma investigação”, sugeriu.

“Eu tento não me expressar com toda raiva do mundo pois não quero saber o cara que empurra ele da janela. E todas as pessoas próximas, nesse momento, têm um impacto grande sobre ele. Vocês mesmos sabem: ele manifestou diversas vezes instintos suicidas. Já confessou pra mim em entrevista que pensou em se matar, que já tentou. E eu não quero que ele se mate, apesar da raiva que estou sentindo neste momento. Quero que ele pague pelos crimes. Que viva, que paga por esses crimes e diga que crimes são esses. E que a gente tenha clareza para que essa criança não tenha o futuro comprometido”, resumiu.

***

ASSISTA AO VÍDEO NA ÍNTEGRA

Mais Lidas