Conecte-se conosco

Sociedade

Bolsonarismo quer transferir para Drauzio Varella o negacionismo de seu líder

Há um movimento organizado dentro e fora das redes sociais para atribuir a Drauzio Varella a responsabilidade pelo negacionismo de parte da população em relação ao coronavírus.

Os bolsonaristas têm compartilhado vídeos que mesclam imagens de covas abertas em Manaus, caixões de vítimas ao redor do Brasil e frases de um antigo informe do médico, em que ele afirmava que a gripe espanhola, àquela altura, era mais letal que o “resfriadinho” causado pela Covid-19.

A insistência na expressão “resfriadinho” não é fruto do acaso. Do rol de frases inapropriadas ditas por Jair Bolsonaro durante a pandemia, a mais repercutida foi justamente a que comparava o coronavírus a uma “gripezinha”. Sozinho, o “Jornal Nacional” deve ter exibido esse tape umas 15 vezes, reforçando sempre a irresponsabilidade embutida nessa, digamos, opinião.

Frases de Drauzio Varella são constantemente retiradas de contexto pelos influenciadores bolonaristas. Em março, a conta oficial do Portal Drauzio Varella advertiu que militantes estavam divulgando vídeos gravados pelo médico antes da OMS decretar a pandemia do coronavírus. A diferença é que a ofensiva atual tem apelo memético – o vídeo a que o Teleguiado teve acesso abusa de recursos de edição de som e vídeo, com a clara intenção de viralizar.

O Brasil tem quase 500 mil casos confirmados de coronavírus. Mais de 28 mil pessoas já morreram por conta da doença.

Mais Lidas