Conecte-se conosco

Sociedade

Liberdade de expressão não é questão ideológica

Políticos e blogueiros simpáticos a Marcelo Crivella têm usado a imagem de Felipe Neto, doador de 14 mil livros com temáticas LGBT, para deslegitimar as críticas à inaceitável censura da HQ “Vingadores: a Cruzada das Crianças”.

Reduzir o apreço à liberdade de expressão a picuinhas ideológicas e listas VIP é estupidez. As ideias de Felipe Neto dão azia em sal de fruta, mas a percepção dele, de que o Estado não tem autoridade para determinar quais livros merecem ser vendidos, é mais do que correta. O que aconteceu no Rio de Janeiro na última semana só é aceitável em repúblicas bananeiras, assumidamente alheias a valores básicos de convivência.

Ninguém espera grandes ideias do Brasil. O mínimo que podemos fazer é garantir que as pequenas proposições do dia a dia transitem livremente. E toda ajuda é bem-vinda.

Mais Lidas