Conecte-se conosco

Sociedade

Natura é empresa privada e transmite a mensagem que quiser

A turba que enxerga comunismo na campanha “Nova Coleção do Amor”, da Natura, acredita que todas as empresas são como o Banco do Brasil – isto é, sujeitas à leitura torpe de Jair Bolsonaro, que mês passado conseguiu impedir a veiculação de um comercial inofensivo destinado aos jovens.

Além de ser uma empresa privada, livre para gastar dinheiro com publicidade sem ter que dar satisfação a eleitores bitolados e políticos, a Natura conhece seus produtos e clientes. O público-alvo dos produtos vendidos na bendita campanha é a mulher cosmopolita, moderna, que enxerga o mundo fora da caixa, não o velho caipira que dispara fake news no celular.

Em matéria de mimimi, os bolsonaristas já superaram os petistas.

Mais Lidas