Conecte-se conosco

Sociedade

O crime do Vovô do Slime: não rezar a cartilha da lacração

Nilson Izaias, o Vovô do Slime, descobriu em menos de 24 horas que a internet é formada por uma ilha de ternura e um continente de maldade. Protagonista do viral mais improvável dos últimos anos, o idoso da pequena Juquiá, interior de São Paulo, foi covardemente agredido por uma twitteira de quinta categoria, que usa foto falsa e nome fictício para assassinar reputações e permanecer impune.

Quem associa escolha política à pedofilia com o claro intuito de destruir um “adversário” não tem condições de viver em sociedade. Quem imagina que um senhor de 70 anos representa um risco ao PT porque vota em Jair Bolsonaro e acaba de reunir milhares de fãs no YouTube não tem condições de ir ao banheiro sozinho sem sofrer um acidente ou cair em tentação e comer o próprio cocô. É má-fé de um lado, má-formação intelectual do outro.

NÃO CUSTA LEMBRAR: REDE SOCIAL NÃO É TRIBUNAL. TWITTEIRO NÃO INVESTIGA. TWITTEIRO NÃO JULGA. TWITTEIRO NÃO CONDENA.

Anúncios
1 Comentário

Mais Lidas