Conecte-se conosco

Rádio

Felipe Moura Brasil desagradou bolsonaristas ao denunciar “gabinete do ódio” na Crusoé

Demitido da Jovem Pan por abusar das críticas ao governo (leia aqui a nota de Flavio Ricco), Felipe Moura Brasil está em rota de colisão com o bolsonarismo desde fevereiro de 2019, quando conduziu a entrevista de Gustavo Bebianno, ex-aliado de Jair Bolsonaro, em “Os Pingos Nos Is”. A gota d’água para o rompimento definitivo, entretanto, está na reportagem de capa da edição 76 de “Crusoé”, que denuncia a atuação do chamado “Gabinete do Ódio”, alvo de investigação da CPMI das Fake News.

A publicação acusa o governo de bancar parte da estrutura dos militantes e expõe os métodos usados para a efetivação dos ataques a jornalistas, “isentões” e tudo mais que tiver sombra e não prestar apoio irrestrito a Jair Bolsonaro e companhia bela.

À época da divulgação da reportagem, usada como referência pelo PT para a convocação da CPMI das Fake News, Felipe Moura Brasil recebeu ataques de políticos e simpatizantes de Bolsonaro.

Mais Lidas