Conecte-se conosco

Música

Roberto Carlos e o acústico MTV que nunca passou na TV

Artista exclusivo da Globo, Roberto Carlos foi pano de fundo para uma das maiores brigas da história da TV.

Em 2001, o rei pediu ajuda da Sony, sua gravadora, e da MTV para realizar um sonho: gravar um disco acústico.

As negociações aconteceram a toque de caixa. A Globo, quando soube do projeto, tentou demover Roberto Carlos, oferecendo um especial fim de ano nos mesmos moldes do “Acústico MTV”. Sem sucesso, quis compensar o revés enviando câmeras próprias, para captar o show como bem entendesse. A expectativa adormeceu nas curvas da estrada de Santos.

A MTV, à época administrada pela Abril, negou a entrada dos equipamentos da Globo, alegando que isso não havia sido combinado. Propôs, para apaziguar os ânimos, a exibição conjunta do especial, contando com as reprises e os videoclipes para inflar o ibope. Ouviu um sonoro não. O calhambeque estava enguiçado.

Para divulgar o CD, que vendeu 1,5 milhão de unidades em seis meses, a MTV produziu dois clipes, sem a imagem de Roberto. “Todos Estão Surdos” mostra um profeta conversando com a população no centro de São Paulo. “Eu Te Amo, Te Amo, Te Amo” mobilizou seis diretores, a VJ/cineasta Marina Person e o ator Kiko Bertholini.

Mais Lidas