Conecte-se conosco

Imprensa

Folha ajuda bolsonaristas com manchete que liga vacina a contaminado por coronavírus

A Folha publicou nesta quarta-feira uma manchete sensacionalista que tem garantido a alegria dos bolsonaristas que trabalham para sabotar a campanha de vacinação em São Paulo.

Em alta no WhatsApp, a nota “Médico do Corinthians recém-vacinado está no grupo de contaminados em surto de Covid-19 no clube” restringe ao linhão, texto de apoio localizado abaixo do título, a informação de que a Coronavac foi aplicada quando a vítima já estava com o vírus.

 

Para induzir os leitores ao erro, os bolsonaristas estão cortando o linhão dos prints, deixando apenas a manchete sensacionalista em destaque. Resultado: comentários desairosos sobre a eficácia da “vacina chinesa” e elogios ao governo federal, que até agora não ofereceu um plano concreto para imunizar a população.

Semana passada, a Folha deu um péssimo exemplo ao permitir a publicação de um anúncio que pregava um tratamento precoce – e, portanto, inexistente – para combater o coronavírus. Convidado a justificar o desatino, o diretor comercial do jornal defendeu a “liberdade de expressão comercial”. Nesta semana, para ter um pico de audiência, mandou a objetividade para Wuhan. Isso é postura de um jornal centenário que diz combater as fake news?

Eu mesmo respondo: não.

Depois não adianta reclamar das redes sociais…

Mais Lidas