Conecte-se conosco

Cinema

Quentin Tarantino resiste à lacração

Perguntaram a Quentin Tarantino se as poucas falas de Margot Robbie e as muitas cenas de violência contra mulheres em “Era Uma Vez Em Hollywood” não escondiam alguma carga de machismo ou sexismo.

O diretor não deu trela para a lacração. Rejeitou as duas hipóteses e seguiu a vida.

Sorte a nossa. Se todo cineasta aceitasse as baboseiras dos críticos de cinema com pedigree sociológico, o entretenimento daria espaço para o aborrecimento.

Em tempo: assista ao trailer de “Era Uma Vez Em Hollywood”.

Mais Lidas