Conecte-se conosco

Televisão

TV Cultura nega “manterrupting” em entrevista de Manuela D’Ávila

Jorge Cunha Lima, vice-presidente do Conselho Curador da TV Cultura, rebateu as acusações de “manterrupting” no “Roda Viva” com Manuela D’Ávila, candidata do PC do B à presidência da República. Em artigo publicado na Folha de São Paulo de domingo, alegou que o programa “não é um simpósio para exposições doutrinárias” e defendeu a postura do seu âncora, o jornalista Ricardo Lessa.

“Âncora e entrevistadores, porém, podem cobrar jornalisticamente objetividade nas respostas, quando houver dissimulação visível por parte do entrevistado. Isso significa, em respeito ao telespectador, não aceitar gato quando se indaga sobre lebre. Lembramos que alguns políticos canonizaram essa estratégia de procedimento: nunca responder à pergunta do entrevistador e inverter o seu conteúdo em proveito próprio”.

Anúncios
Comente

Mais Lidas