Conecte-se conosco

Sociedade

Onde o PT estava quando era beneficiado pelas “fake news”?

Fotos: Ricardo Stuckert

Fernando Haddad e o PT têm toda a razão quando reclamam da nefasta influência das “fake news” sobre os eleitores. Não existe nada mais canalha do que a proliferação de boatos. O problema na queixa do candidato e da legenda é a irremediável e inegável conveniência.

A expressão “fake news” é novidade, mas seu produto não é. Desde que o mundo é mundo existem informações falsas, divulgadas intencionalmente ou não, pululando por aí. Em 2014, por exemplo, a campanha de Dilma Rousseff disse aos quatro ventos que Aécio Neves, algoz daquela eleição, retiraria o Bolsa Família das famílias carentes. O PSDB, do jeito dele, reclamou da trapaça. O PT não fez nada. Apenas esperou a abertura das urnas.

O crime só é incômodo quando acontece dentro da casa gente.

Mais Lidas