RSS

teleguiado.com

Fact-checking do filme “Polícia Federal: A Lei É Para Todos” é patrulha disfarçada

A Lupa, “primeira agência de notícias do Brasil a checar, de forma sistemática e contínua, o grau de veracidade das informações que circulam pelo país”, publicou no Piauí e na Catraca Livre um extenso texto sobre as “omissões e exageros” do filme “Polícia Federal – A Lei é Para Todos”.

A instituição “fact-checking” é, por si só, uma temeridade. A notícia deve ser apurada antes de ser divulgada, não depois, quando o estrago já está feito. Qualquer idiota que sabe a diferença entre ficção e realidade sabe disso. Pegar prancheta para analisar roteiro de cinema é atestado de burrice ou má-fé – ou os dois.

O jornalismo partidário tupiniquim patrulha muito mal, mas produz as melhores comédias do mundo.

Leia também

  • Filipe Muniz Fatel

    Quanta desinformação. Primeiro que a Lupa não publica no Catraca, eles é que republicaram o trabalho da Lupa. O segundo parágrafo é de uma burrice imensa. Quando se fala em fact-cheking, não se trata de checar a notícia depois de publicada, mas de checar declarações de pessoas públicas, ou dados apresentados, ou mesmo matérias, que evidentemente (ou não, pra você) são de outros veículos. É válido discutir se filmes devem ser checados, mas o resto do que você falou é estupidez ou má fé. Ainda assim, acho válido a checagem nesse caso, pois muitas pessoas podem querer saber a diferença entre o que foi apresentado no filme é a realidade, mesmo que a título de curiosidade.

Compartilhe esta notícia