RSS

teleguiado.com

Algumas linhas sobre os indicados a melhor filme no Oscar 2016

cena-de-a-grande-aposta-1452695232712_956x500

Ponte dos Espiões
Quem lê a sinopse imagina um novo “Argo”. Quem assiste lamenta o dinheiro gasto por uma semana. Steven Spielberg está castigando o público. Não sei o motivo. Só sei que não é de hoje. Pedágio da indicação: Tom Hanks.

Mad Max: Estrada da Fúria
É um dos melhores filmes de ação dos últimos anos. Prova que máquinas e distorções podem compor entretenimento de qualidade. George Miller sai de cena muito bem. Charlize Theron oferece uma interpretação sensacional, que por pouco não acabou ignorada por uma descabida discussão sobre feminismo.

O Regresso
Experiência visual fantástica. Mas a história em si é bem simplória.

O Quarto de Jack
O menino e a mãe estão presos, mas quem sofre mesmo é o espectador.

Brooklin
Já assisti novelas das seis mais interessantes.

Perdido em Marte
Outro diretor a encontrar a redenção. Ridley Scott reencontrou o caminho do entretenimento de qualidade nesta bela adaptação do livro homônimo de Andy Weir. Matt Damon está ótimo no papel principal. E a ficção científica continua em alta nos Estados Unidos.

Spotlight
O duelo (real) travado entre os jornalistas e o Vaticano tem um roteiro eficiente e interpretações convincentes. Pelo histórico da Academia, é o favorito a levar o Oscar 2016.

A Grande Aposta
É estranho ver um filme de Adam McKay sem Will Ferrell. Mas recompensador. O elenco é ótimo e o roteiro é bem adaptado (não gastem tempo com o livro do Michael Lewis). É, de longe, o melhor filme a abordar a crise financeira de 2007. Tira o gosto ruim de “Too Big To Fail”, produção que a HBO lançou no início da década.

Compartilhe esta notícia